Últimas

6/recent/ticker-posts

Comissário da União Europeia critica 'imagens vergonhosas' do Brasil durante a pandemia

 Ex-primeiro-ministro da Itália e comissário de Economia da UE mencionou os números da Covid-19 no Brasil nos últimos dias. Países europeus estão sob fortes restrições com a continuidade da 2ª onda da pandemia.

Por Fernanda A. São Paulo

O comissário para Economia da União Europeia, o italiano Paolo Gentiloni, criticou neste sábado (2) as imagens do Brasil em meio à pandemia do novo coronavírus, citando as médias de casos e mortes diárias por Covid-19 no país.


"Tenho visto imagens vergonhosas do Brasil. Média da última semana: 36 mil casos e 700 vítimas por dia pela pandemia", escreveu Gentiloni.

Paolo Gentiloni, ex-premiê da Itália e atual comissário para Economia da União Europeia — Foto: Reprodução/Twitter

Paolo Gentiloni, ex-premiê da Itália e atual comissário para Economia da União Europeia — Foto: Reprodução/Twitter


Imagens de aglomerações em diversas partes do Brasil durante as festas de Ano Novo e os primeiros dias de verão, mesmo com medidas restritivas, preocupam epidemiologistas porque os números de casos e mortes por dia voltaram a ficar em patamares altos.


Paolo Gentiloni, hoje comissário para Economia na UE, ocupou o cargo de primeiro-ministro da Itália entre dezembro de 2016 e junho de 2018. Ele pertence ao Partido Democrático, legenda da centro-esquerda italiana.


Europa teve Ano Novo sem festas nas ruas

Em Paris, não teve festa: foto mostra patrulha policial em frente à Torre Eiffel, na França — Foto: Thibault Camus/AP Photo

Em Paris, não teve festa: foto mostra patrulha policial em frente à Torre Eiffel, na França — Foto: Thibault Camus/AP Photo



As fotos de praias cheias e festas lotadas no Brasil contrastam com imagens de um Ano Novo de ruas vazias na maior parte da Europa — inclusive na Itália. Parte do continente está sob forte esquema de restrição e confinamento porque os casos continuam em alta, inclusive com a preocupação da nova variante do coronavírus Sars-CoV-2, o causador da Covid-19.



COMPARE: A virada para 2021 e a virada para 2020

A esperança está na vacinação, já iniciada na União Europeia. 


Postar um comentário

0 Comentários