Últimas

6/recent/ticker-posts

Prefeituras não definem volta de público aos estádios de futebol

 Assunto é discutido após aval do Ministério da Saúde à CBF


Publicado em terça-feira, 22 Setembro, 2020 - 20:40 Por Gésio Passos - Brasília

No Equador, nesta terça-feira, o Flamengo quase teve sua partida cancelada contra o Barcelona de Guayaquil, pela Copa Libertadores, após sete jogadores do time carioca testarem positivo para a Covid-19 e autoridades sanitárias interditarem o estádio. Na última hora, a prefeitura de Guayaquil confirmou a realização do jogo.


Já no Brasil, o Ministério da Saúde divulgou nota informando que a pasta deu parecer favorável ao plano da CBF para volta de parte do público aos estádios de futebol.


Segundo o Ministério, em um primeiro momento, a abertura deve ser para até 30% da capacidade dos estádios, percentual que pode mudar posteriormente, conforme decisão do gestor local e levando em consideração a pandemia.


A pasta ainda afirma que protocolos devem ser estabelecidos para garantir a saúde física e mental de dirigentes, jogadores e torcedores.


A prefeitura do Rio de Janeiro afirmou que se reuniu, nesta terça-feira, com a Federação de Futebol do estado para discutir a volta do público a partir do dia 4 de outubro. Ficou acertado que serão necessárias mais reuniões para definir questões de transporte e segurança. A autorização da volta de até 30% do público nos jogos ainda será avaliada pelo Comitê Científico da Prefeitura do Rio.


O vice-presidente do Atlético Mineiro, Lásaro Candido, afirmou que está na hora de voltar ao público nos estádios com segurança e apoio do poder público.


Nas redes sociais, o presidente do Corinthians, Andres Sanchez, afirmou que o clube só aceita a volta do público aos estádios se todos os times da Série A tiverem a mesma oportunidade.


A Secretaria de Saúde de Belo Horizonte e o Comitê de Enfrentamento à Covid, em resposta à Rádio Nacional, afirmaram que até o momento não autorizaram o retorno das torcidas aos estádios da cidade. A secretaria informou que não recebeu qualquer notificação ou comunicado, e que essa decisão cabe ao município.


A prefeitura de Porto Alegre disse que recebeu o protocolo da CBF e que o assunto será debatido na quarta-feira pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus do município.


A Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Paulo informou que, na fase atual da pandemia, não é permitida a realização de jogos de futebol com presença de torcedores, mesmo com capacidade reduzida nos estádios.


Procurada, a CBF não se manifestou sobre o pedido de retorno do público.


Edição: Sumaia Villela

Postar um comentário

0 Comentários