Últimas

6/recent/ticker-posts

Frederick Wassef nega participação em esquema de corrupção no Rio

Wassef foi denunciado por desvio de R$4,6 milhões do Sistema S



 Publicado em domingo, 27 Setembro, 2020 - 17:08 Por Lígia Souto - Rio de Janeiro


Após ser denunciado pelo Ministério Publico Federal, o advogado Frederick Wassef disse que jamais participou de qualquer esquema de corrupção e que, em 28 anos de advocacia, nunca respondeu a um processo ou foi investigado. Wassef foi denunciado junto com outras quatro pessoas, pela força tarefa da Lava jato no Rio de Janeiro. 


 A denúncia é um desdobramento da operação "Esquema S", que apura suspeitas de fraudes em entidades do chamado Sistema S do Rio. O grupo foi acusado de desviar R$4,6 milhões das seções fluminenses do Sesc, Senac e Fecomércio, entre dezembro de 2016 e maio de 2017. 


Segundo o Ministério Publico, os envolvidos se utilizavam de falsos contratos de serviços que, na verdade não eram prestados. Com o mecanismo, eles encobriam acordos milionários com os escritórios de advocacia investigados, sem chamar a atenção da imprensa e dos órgãos de controle.


Frederick Wassef informou, no entanto, que nunca teve qualquer relação comercial com a Fecomércio. Informou, ainda, que foi contratado por um renomado escritório de advocacia criminal de São Paulo, em que os serviços foram devidamente prestados, os honorários foram declarados à receita federal e os impostos, pagos. 


O advogado classificou a denúncia como inepta, já que, segundo ele, não descreveria qualquer conduta ou crime praticado. 


Além de Wassef, foram denunciados pelo Ministério Público Federal: Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio-RJ; o empresário Marcelo Cazzo; e as advogadas Luiza Nagib e Marcia Zampiron.


A defesa da advogada Luiza Eluf Nagib disse que a profissional sempre trabalhou de forma correta e transparente e que recebeu com “absoluta perplexidade” a denúncia feita pelo MPF. 


Os demais denunciados não se posicionaram sobre o assunto.

Postar um comentário

0 Comentários