Últimas

6/recent/ticker-posts

Brasil chega à marca de 100 mil mortos pela Covid-19; taxa de letalidade é de 3,3%

Lucas Pordeus Leon da EBC.

 O Brasil chegou à triste marca dos 100 mil mortos pela pandemia do novo coronavírus neste final de semana.

A primeira morte oficial da doença no país foi registrada no dia 17 de março. Cinco meses depois chegamos a uma centena de milhares de vidas perdidas. A taxa de letalidade da Covid-19 no Brasil é de 3,3% do total de infectados, que já ultrapassou os 3 milhões de casos.

Isso significa uma mortalidade de 47 pessoas para cada 100 mil habitantes. Maior, por exemplo, do que o número de homicídios, que nos piores anos chega a cerca de 30 mortos por 100 mil habitantes.


O professor da USP e Infectologista Marcos Boulos, membro do comitê de contingenciamento do coronavírus em São Paulo, avalia que as más condições de moradia de parte da população somada a falta de uma estratégia nacional unificada levaram o Brasil a figurar entre os países com o maior número de casos do mundo, junto com os Estados Unidos.


O Brasil é o segundo em número total de mortos e o décimo primeiro quando comparamos com o total da população. O Infectologista Marcos Boulos avalia que a pandemia agora tende a diminuir.

SONORA



Em nota divulgada neste final de semana, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, lamentou as 100 mil vítimas fatais da pandemia dizendo não se tratar de números ou estatísticas, mas de vidas perdidas que afetam famílias, amigos e atingem o entorno do convívio social.


 


O ministro disse ainda que o governo permanece 24 horas por dia trabalhando para que não faltem recursos para o combate à doença.


 


Para que os mortos não sejam lembrados apenas como números, o artista Edson Pavoni criou um memorial digital para as vítimas da pandemia.


 


Chamado de Inumeráveis, o projeto conta com a colaboração de jornalistas e voluntários que contam um pouco da história das vítimas da maior epidemia dos últimos 100 anos.

Postar um comentário

0 Comentários