Últimas

6/recent/ticker-posts

Sucessor escolhido: Flamengo fica perto de assinar com Domènec Torrent para o lugar de Jesus


Depois de um processo seletivo na Europa, a diretoria do Flamengo está perto de sacramentar a contratação de Domènec Torrent, que será o sucessor de Jorge Jesus. O flerte em um jantar em Madri no último sábado está próximo de virar casamento. Faltam mínimos detalhes para o espanhol assinar contrato até dezembro de 2021, quando termina o mandato do presidente Rodolfo Landim.

+ Rafinha diz que Flamengo não se preparou para saída de Jesus e elogia Torrent


A negociação avançou nesta segunda-feira, quando os valores e detalhes do contrato foram colocados na mesa. A questão sobre premiações ainda está em discussão. Faltam poucos detalhes para o acordo ser sacramentado. No primeiro encontro, o vice de futebol Marcos Braz e o diretor Bruno Spindel apresentaram o projeto do Flamengo, e o técnico explicou sua metodologia e a forma de jogo que deseja implementar no time.

Uma figura que se manteve longe dos holofotes mas que teve participação decisiva nas negociações foi o empresário Carlos Leite. Desde janeiro ele tem autorização do agente Joan Patsy Jr. para procurar clubes no Brasil.

O espanhol de 58 anos foi auxiliar de Guardiola no Barcelona, Bayern de Munique e Manchester City, e treinou o New York FC entre 2018 e 2019. A ideia de Torrent é levar para o Flamengo apenas três integrantes da comissão técnica, um número menor do que os sete de Jorge Jesus. Um dele é Jordi Gris, que trabalhou no New York FC e havia sido scout no Barcelona e fez parte da comissão do Manchester City na época de Guardiola.

Domènec Torrent e Pep Guardiola no Bayern de Munique: ambos trabalharam juntos entre 2007 e 2018 — Foto: Alex Grimm/Getty Images

Além do escolhido Domènec Torrent, Marcos Braz e Bruno Spindel conversaram olho no olho com outros três candidatos na Europa: o espanhol Fernando Hierro e os portugueses José Peseiro e Carlos Carvalhal. Este último, no entanto, deixou o Rio Ave e acertou com o Braga.
Domènec Torrent em sua passagem como técnico do New York City FC — Foto: Reprodução / Facebook

Postar um comentário

0 Comentários